Lallybroch: Livros X Série de TV: Episódio 08 The Fox's Lair
31 maio 2016

Livros X Série de TV: Episódio 08 The Fox's Lair


Episódio 08: The Fox’s Lair 
( A toca da raposa - tradução oficial da edição brasileira dos livros por Geni Hirata)
       

Este episódio abrangeu trechos dos capítulos 32 (Campo dos sonhos), 34 (O destino bate à porta) e 35 (Luar) da quinta parte (De volta ao Lar) de A Libélula do Âmbar, pulando assim os acontecimentos dos capítulos 30 (Lallybroch), 31 (A visita do correio) e 33 (O protetor do irmão). Também abarcou os capítulos 40 (A toca da raposa), o qual dá nome ao episódio e 41 (A maldição da vidente) da parte seis (As chamas da Rebelião). Assim, foram pulados também dos capítulos 36 ao 39, entretanto pelas entrevistas, promos, e os atores dos episódios mais a frente, sabe-se que em relação ao capítulos 36 ao 39, o que ocorreu não foi bem um pulo mais uma provável inversão da ordem em relação ao 40 e 41, pelo menos em relação a alguns capítulos do bloco 36 a 39. No IMDB aparece que o ator Oscar Kennedy fará o personagem William John Grey no nono episódio (Je suis prest), portanto já se sabe que haverá informações retiradas do 36, o qual chama-se Prestopans (este também é o nome do décimo episódio), e que pela sua importância na história não poderia ser pulado por completo. A produção deve ter invertido a ordem dos capítulos da sexta parte para evitar perder tempo de Jamie e Claire irem ao acampamento, saírem para a casa de Lord Lovat e depois voltarem como ocorre no livro, fazendo com que eles saiam de Lallybroch direto para casa dos Lovat para então focarem nos trechos da guerra.
       
  • A colheita das batatas: ao pular os capítulos iniciais da parte cinco do livro, a série de TV foi direto para colheita de batatas, fazendo um resumo apenas para informar aos telespectadores que Jenny tinha tido outra filha no período em que Claire e Jamie estavam afastados (no livro, quando eles voltam Jenny ainda está grávida e ela tem o bebê no capítulo 34, no período da primavera, o que em relação ao tempo tem mais lógica, já que Claire fica grávida antes da terceira gravidez de Jenny, e o parto de Claire foi prematuro, sem esse intervalo de tempo, não teria como a gravidez de Jenny ter chegado até o fim). Infelizmente, os capítulos em Lallybroch que foram pulados descrevem momentos felizes de amor entre família, cura, e mais conexão entre Jamie e Claire, e Ian e Jenny. Em minha opinião, o relacionamento entre esses quatro não é bem explorado na série, pois os períodos em Lallybroch na TV são sempre rápidos e mais superficiais que nos livros, sem muitos momentos em que se permite tanto ver a camaradagem entre Ian e Jamie, como o afloramento da amizade entre Claire e Jenny e a cumplicidade entre os irmãos e entre Ian e Claire. Relacionamentos esses que são essenciais ao longo dos livros. O capítulo 32 inicia-se com a descrição do campo onde estavam sendo plantadas as batatas e de como Ian trabalhou e estudou para aprender a fazer com que elas crescessem nas terras dos Frasers. Enquanto eles estão no campo ocorre o diálogo que foi em parte extraído para formar a cena em que Rabbie juntamente com Claire levam as batatas para todos verem no episódio. No livro, todos se juntam para comer ao ar livre próximo ao campo, tendo sido feita uma sopa de batatas assadas para a família e os colonos (o que não aparece no episódio).
       
  • A carta de Charles Stuart: no capítulo 34, quando o correio chega, vem com ele cartas tanto de Jared, quanto de Charles Stuart endereçadas para Jamie. A carta de Jared fazia referência à admiração e à coragem de Jamie por participar do apoio a rebelião jacobita e na carta de Charles Stuart constava um pedido de desculpas por não ter mandado o documento para o próprio Jamie assinar, assim tendo ele mesmo colocado a assinatura de Jamie (no episódio, não há menção a um pedido de desculpas). Jamie e Claire inicialmente ficam atordoados, sem saber o que fazer. Quando Jenny diz a Jamie que a única coisa que resta a ele fazer é ajudar Charles Stuart a vencer. Na série de TV, ao receber a notícia, Jamie e Claire acabam se encontrando no gramado e tem uma conversa em que Claire tentar convencer o marido a fugir e Jamie explica a ela que a única opção deles é ficar e lutar pela família e pela Escócia. E assim começam os preparativos para guerra. A cena em que Jamie consola o bebê de Jenny, Kitty, e a ajuda a dormir acontece no capítulo 35 (luar). A pequena não conseguia dormir por causa dos dentes que nasciam e Jamie se oferece para ficar com ela, então ele conversa com a sobrinha, Claire acaba adormecendo. Quando acorda, Jamie havia colocado Kitty ao seu lado para não acordar Jenny. Quando Claire pega o bebê para entregar a Jenny, ela fala que se pode contar qualquer coisa a um bebê, e que ela e Jamie puderam se consolar durante a noite, além de parte do resto da conversa que aparece na série de TV quando Jenny encontra Claire olhando para Jamie e Kitty.

       
  • A chegada ao Castelo Beaufort: o pedido de Charles Stuart para que Jamie conseguisse o apoio do seu avô ocorre no final do capítulo 39, quando todos estavam já em acampamento de guerra. Portanto a cena em que Jamie e Jenny discutem sobre a visita a Lord Lovat no episódio não existe no livro já que o casal Fraser não estava em Lallybroch quando o pedido é feito. No livro, a visita a Lord Lovat seria a primeira vez em que Jamie iria falar com o avô. Durante a viagem, enquanto Jamie conta a Claire o que sabe sobre o avô, há um diálogo que eu adoro e que não entrou neste episódio. Jamie começa a dizer que ao pensar no avô e no pai, imaginava que tipo de pai seria aos próprios filhos, e a isso Claire responde:
       
-Jamie- disse.- Você realmente acha que nós um dia...
- Acho- disse ele, com segurança, sem me deixar terminar a frase.
Inclinou-se e beijou minha testa. – Eu sei que sim, Sassenach, e você também sabe. Você nasceu para ser mãe e eu certamente não pretendo deixar ninguém mais ser o pai dos seus filhos.
       
No livro, Murtagh os acompanhava na viagem também e é quando descobrimos que Murtagh também era parente pelo lado materno da terceira esposa de Lord Lovat. Assim, o padrinho de Jamie não gostava de Lovat pelo modo como Brian e Ellen foram tratados, mas também pelo modo como a velha raposa tratava suas mulheres. Durante a cavalgada para o Castelo Beaufort, enquanto Jamie conta o que sabe sobre seu avô, é que Claire pergunta qual das esposas de Lord Lovat foi a avó de Jamie. Neste ponto então que ele conta que seu pai era um bastardo que fora reconhecido e que sua avó era uma das criadas da velha raposa. Ele diz que devia ter contado antes para ela, e Claire diz que não liga para isso. Então ele responde que ele liga. Na TV, este ponto da conversa ocorre ainda em Lallybroch, na “migalha” de carinho deste episódio. O diálogo foi um pouco modificado, mas a informação contida é a mesma, e foi possível ver um breve momento caloroso entre Jamie e Claire, o que costuma agradar aos fãs (principalmente se eles acontecessem com mais frequência). Ao chegar ao Castelo dos Lovat, a apresentação entre Claire e o avô de Jamie acaba sendo meio engraçada, ao contrário do que ocorre no episódio que tem um quê mais sério. Lord Lovat encontra Claire andando no pátio, quando Jamie e ela chegam e pergunta:
       
- Quem diabos é você?- perguntou ele. - Claire Fraser, hã, quero dizer, Lady Broch Tuarach- disse, tardiamente me lembrando da minha posição. Reuni todo meu autocontrole e limpei uma gota d’água do meu queixo.
- Quem diabos é você? – perguntei.
A mão firme de Jamie agarrou meu cotovelo por trás e uma voz resignada de algum lugar acima da minha cabeça disse:
- Este, Sassenach, é meu avô. Senhor, posso apresentar-lhe minha mulher?
    
O final da conversa acaba sendo uma troca de farpas entre Jamie e o avô em relação às esposas como no episódio.
       
  • O enredo Laoghaire-Jamie- Claire: no episódio ao entrarem no castelo, Claire tenta se arrumar para ficar mais apresentável, quando Colum MacKenzie aparece para surpresa de todos (O Mackenzie não aparece na casa do avô de Jamie quando ele e Claire estão lá no livro, e boa parte do enredo da série de TV em relação a este trecho do livro vai acabar divergindo substancialmente) , e inicia-se uma discussão sobre a culpa dele e de Laoghaire na tentativa de queimar Claire na fogueira. Consequentemente, neste ponto, a série de TV passa a adotar um caminho completamente diferente dos livros, pelo fato de Jamie saber que Laoghaire foi a responsável por atrair Claire para a armadilha do julgamento e tentar assassina-la. Nos livros, Jamie só toma conhecimento disso em “A Cruz de Fogo” (quinto livro). Durante esta conversa com Colum, Lord Lovat aparece e enxota Claire para fora a fim de conversar com Jamie e Colum. Enquanto espera Claire dá de cara com uma Laoghaire supostamente arrependida e atrás de perdão. Quando volta para o quarto e conversa com Jamie, ele mesmo diz que não seria capaz de perdoar Laoghaire. Este episódio criou um enredo com Laoghaire, Jamie e Claire que não existe (além do acréscimo de Colum) que beira ao ridículo. Os motivos para estas cenas  com Laoghaire, foram explicados no vídeo Inside The World:
       
       

De acordo com a roteirista Anne Kenney, no vídeo do Inside The World do episódio oito, eles colocaram a odiada no episódio para tentar redimi-la um pouco, causando com que um evento futuro do livro fosse plausível. Na verdade, o resultado foi justamente o contrário. O evento futuro do livro, também chamado de o casamento entre Jamie e Laoghaire, que o leitor toma conhecimento juntamente com Claire em O Resgate no Mar, só tem plausibilidade justamente porque Jamie não sabe que Laoghaire tentou matar o amor de sua vida. Pela reação dele, ao descobrir isso em “A Cruz de Fogo” (no final do capítulo 99 chamado “Irmão”), o leitor passa a saber que ele nunca teria aceitado casar com Laoghaire se ele soubesse o que ela fez:
       

(...) –Acho que o problema era dela.- eu disse, com firmeza. - Não era seu. Embora, é claro, eu possa estar sendo parcial. Afinal, ela realmente tentou me matar.

-Ela o quê?- ele girou nos calcanhares, perplexo.

-Não sabia disso? Oh...- Tentei pensar; eu não havia dito a ele? Não, imaginei que não. Entre uma coisa e outra, não me pareceu importante na época; eu esperava não vê-la nunca mais. E mais tarde... bem, então realmente não era importante. Expliquei rapidamente sobre Laoghaire ter me mandado ir procurar Geillie Duncan naquele dia em Cranesmuir, sabendo perfeitamente que Geillie estava prestes a ser presa por bruxaria e esperando que eu fosse levada com ela- como de fato aconteceu.

-A desgraçada!- ele exclamou, parecendo mais admirado do que qualquer outra coisa-. Não, eu não sabia disso. Santo Deus, Sassenach, você acha que eu teria me casado com a mulher, sabendo que ela fez isso com você?

-Bem, ela só tinha dezesseis anos na época- eu disse, capaz, nas circunstâncias atuais de ser complacente- Ela podia não saber que iríamos ser julgadas ou que a corte de bruxaria tentaria nos matar na fogueira. Ela talvez tenha feito apenas uma travessura, achando que se eu fosse acusada de bruxaria, você perderia o interesse em mim. – A revelação de sua tramoia pareceu ter finalmente distraído a mente de Jamie, o que foi bom.

Sua única resposta foi um muxoxo. Ele andou agitadamente de um lado para o outro por algum tempo, os pés produzindo um ruído farfalhante na palha derramada. Ele não havia calçado seus sapatos ou meias, mas o frio não parecia incomodá-lo.

Finalmente, ele parou, deu um profundo suspiro e inclinou-se para frente, apoiando a mão no banco, a cabeça no meu ombro.

-Perdoe-me- sussurrou. (...)
       
Outro ponto é que no livro, como visto acima, Claire achava que Laoghaire pensava que ela iria ser punida e não morta, o que de alguma forma amenizava a raiva que sentiu em relação à menina. Na série de TV, a frase de Laoghaire de que iria dançar nas cinzas de Claire, faz com que o telespectador, assim como Claire saibam que a intenção da sujeitinha era de matá-la. Isso torna ainda pior essa tentativa de “redenção” de Laoghaire na série que culminará no casamento com Jamie. A ideia que “o rei dos homens” possa ser capaz de casar com a dita cuja que tentou matar sua primeira mulher é, em minha opinião, abominável. É algo que o torna um personagem menos agradável ao público (o que me faz imaginar se essa não é alguma estratégia a mais de pintar Frank como o marido a ser canonizado quando comparado a Jamie que casou com a quase assassina de Claire). Nem mesmo Diana Gabaldon gostou desta mudança, tendo comentado em conversas no fórum Compuserve. Foi uma bola fora da produção, e a partir de agora a trama entre o trio ficará estranha e imprevisível.
       
  • O posicionamento de Lord Lovat (parte 1): consequentemente, como não havia nem Laoghaire, nem Colum no castelo Beaufort, enquanto Claire e Jamie estavam lá (no livro), as razões para o convencimento de Lord Lovat não foi Claire manipulando Laoghaire, Jamie e o Jovem Simon. No capítulo 40 ainda, Jamie informa Claire para se manter próxima a ele. Durante o jantar, Jamie é formalmente apresentado e faz um discurso pedindo ao avô ajuda para os Stuarts. Lord Lovat deu uma resposta evasiva, então Claire foi conduzida para ser apresentada. Este trecho do livro envolve uma cena de ciúmes engraçada em que o Jovem Simon diz que Claire é muito conhecida nas Terras Altas por ter lábios de mel. Ele fala em gaélico, e Jamie o soca, explicando a Claire que a referência era em relação a outros lábios. Claire vê Maisri sendo jogada ao chão por Lord Lovat ainda neste capítulo, mas ainda não sabe quem ela é. Jamie então informa a Claire que Maisri é a vidente de Lord Lovat, mas que ela não está querendo informar nada a ele. Conversa vai, conversa vem, correm assim as tentativas de convencer Lord Lovat. Em uma dessas conversas, na qual Claire está presente, Lord Lovat oferece o juramento de Jamie a ele como chefe em troca da honra de Claire. Então Jamie conta a história que Claire seria uma dama branca e assim nenhum homem poderia toma-la sem ter suas partes ulceradas. No episódio, esta conversa ocorre em privado entre Jamie e Lord Lovat.

       
  • Maisri: no capítulo 41, Claire encontra Maisri no convento, onde então Maisri chama Claire. Quando elas conversam, Maisri conta a história sobre o genro de Lachlan Gibbons assim como no episódio, e Claire começa a pensar que talvez seja possível mudar o futuro. E assim, Mairsi conta a Sra. Fraser sobre ter visto a sombra do machado atrás de Lord Lovat e que tinha medo de dizer isso a ele. Decide, então, contar sobre a possível morte da velha raposa a ele. No episódio, Claire finge ter uma visão usando essa profecia de Maisri para convencer Lord Lovat que ele seria morto como traidor da coroa se não ajudasse os Stuarts.
       
  • O posicionamento de Lord Lovat (parte2): no capítulo 41, depois da conversa com Maisri, durante o jantar, o jovem Simon e o velho Simon estão discutindo sobre o apoio aos Stuarts (jovem Simon está tentando convencer o pai em favor do apoio), quando Claire se intromete e declara que a aparência de Lord Lovat não está boa. Ela começa então a perguntar os sintomas que ele tem e o diagnostica como tendo prostatite. Esta é uma cena do livro que além de divertida, acaba sendo chave para o posicionamento de Lord Lovat, mas que não foi usada porque a produção resolveu inventar uma trama diferente. Como “descobriu” ter uma enfermidade, a velha raposa escreve uma carta então para Charles Stuart informando que por estar doente não poderia ele mesmo ir, mas que enviaria o filho com um presente para Sua Alteza. E assim, Lord Lovat poderia continuar caminhando dos dois lados, pois se tudo desse errado ele poderia dizer que jovem Simon agiu sem o seu consentimento. No episódio, Laoghaire, por meio da manipulação de Claire, convenceu o jovem Simon a se posicionar, e assim ele o faz em favor dos Stuarts, logo após Claire fingir ter uma visão cujo conteúdo ela copiou de Maisri. Quando então todos pensam que Lord Lovat não irá ceder, e Jamie, Claire e jovem Simon estão a caminho da guerra, a velha raposa manda seus homens para luta.

       

Comentários via Facebook

6 comentários:

  1. Eu concordo. Eles estão dando muito ênfase ao lado político da história. Mas o que fez sucesso na primeira temporada foi o nascimento do amor entre Jamie e Claire. Eu penso que se continuasse nesta linha o sucesso estava garantido, mas eles não obedecem os acontecimentos só livro e assim a beleza da série fica a desejar. É uma pena. O livro é muitíssimo melhor que a série.

    ResponderExcluir
  2. Eu concordo. Eles estão dando muito ênfase ao lado político da história. Mas o que fez sucesso na primeira temporada foi o nascimento do amor entre Jamie e Claire. Eu penso que se continuasse nesta linha o sucesso estava garantido, mas eles não obedecem os acontecimentos só livro e assim a beleza da série fica a desejar. É uma pena. O livro é muitíssimo melhor que a série.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, os livros são bem melhores! E pelos comentários de Ron a partir de agora vai ser uma série sobre guerra. Então veremos o que vai acontecer nos próximos episódios para saber quais serão as mudanças.

      Excluir
  3. Meu Deus, Jamie se casa com a Laoghaire????

    Não me agrada muito essas mudanças substanciais que eles fazem na série, embora o conteúdo no final seja o mesmo. E realmente acho que essa temporada está deixando a desejar em relação ao amor dos dois, quase não há cenas de romance nem diálogos apaixonados que constam no livro dois! Eu sei que precisam resumir pra caber em 16 episódios mas a sensação é que tá tudo rápido demais, enfim... de qualquer forma acho que a série segue, na maior parte do tempo, fiel à história!
    E eu não tinha entendido nada do porquê Laoghaire aparecer, mas com essa informação de que eles se casam no futuro agora faz mais sentido! Jesus, como será isso? Chocada!! rs

    Ótimo texto, parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Essa temporada só tem 13 episódios 😢😞.

      Excluir
  4. Ficou muito bizarro esse negócio de Jamie saber que Laoghaire tenta matar Claire e depois se casar com ela. Tem dez anos que eu li esse livro e não lembrava se Claire tinha contado isso a Jamie, mas bem que estranhei. Mudança totalmente desnecessária e a produção ainda achou que ele saber disso amenizaria o fato dele casar com Laoghaire no futuro? Como assim gente? Ficou podre. Se eu assistisse somente a série, teria ódio mortal do personagem de Jamie e acharia Claire a maior otária por perdoá-lo. Só quero ver o que essa produção vai inventar para isso na terceira temporada.

    ResponderExcluir

Lallybroch - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2016