Lallybroch: Livro x série de TV: episódio 12- Providence
25 janeiro 2019

Livro x série de TV: episódio 12- Providence




Livro x série de TV: episódio 12- Providence



Contém spoilers dos livros e do episódio 




“Providence” adaptou os capítulos 54 e 56, que em ordem cronológica deveriam ter aparecido no episódio anterior, mas ainda não inseriu os capítulos relacionados ao resgate de Roger. Se não mudarem o modo como ele é libertado, esses capítulos então devem ser apresentados no final da temporada. Ademais, foi usado parcialmente o capítulo 60 (uma vez que um trecho dele também é relacionado ao resgate de Roger e não foi inserido no episódio),e 62, concluindo a parte XI (pas de tout). Restando para o season finale, toda a parte XII (Je t’aime) e possivelmente os capítulos pulados da parte XI. Dessa fez, vou dividir o texto por núcleo espacial, mais fácil do que pelas tramas pessoais, uma vez que surgiu um cruzamento entre a história de Fergus, Marsali e Murtagh com Brianna e Lorde John. Cruzamento este que vale salientar não existe no livro. Assim, livro x série de TV dessa semana vai tratar em tópicos sobre o enredo que acontece em Wilmington (o que incluirá o pequeno trecho que ainda se passa em River Run) e na aldeia mohawk, Lago das Sombras. 



- Wilmington 




Em “Três terços de um fantasma” (capítulo 62) é onde ocorre a trama da visita de Brianna e Lorde John a Stephen Bonnet, o que em nenhum momento envolve Fergus e Marsali. Por mais que eu prefira o modo como Bree e Lorde John saem da prisão no livro, não vou negar que estou gostando do protagonismo que vem sendo dado a Fergus e Marsali. Mesmo que eles apareçam ao longo dos livros, eles não são personagens que tenham pontos de vistas narrados, então não nos aproximamos tanto deles. A série está quebrando isso e dando ao casal uma importância maior, está sendo lindo ver o relacionamento deles mais de perto, que vem me lembrando um pouco do de Jamie e Claire quando mais jovens. 








O início do diálogo entre Lorde John e Brianna quando ele a avisa – ainda em River Run- sobre o encarceramento de Bonnet é bem semelhante, entretanto, ele se passa a noite, enquanto na série já é dia. Além disso, no episódio John comenta que ele foi preso em Wilmington e no livro, ele é preso em Cross Creek, uma vez que não foi pelas mãos de Murtagh e Fergus que Bonnet foi capturado, mas sim pela própria guarda inglesa. O motivo da prisão de Bonnet foi por ele ter sido pego contrabandeando chá e conhaque. No episódio, a lista de crimes é mais longa e Brianna fala sobre acrescentar o crime que foi cometido contra ela, o que no livro não ocorre. Bree pede para que John a leve a Wilmington, para onde Bonnet será levado para a execução, a fim de que ela possa conversar com ele e John se nega afirmando que poderia prejudicar o bebê. Para convencê-lo, ela acaba falando a ele que contará a tia e a todo mundo, incluindo ao sargento da guarnição, que o pai do bebê dela é Stephen Bonnet e com isso o sargento não poderia impedi-la de vê-lo. Isso não aparece na série, onde Bree convence Lorde John apenas mostrando a carta de seu pai, a qual falava sobre perdão. No livro, ela também o faz, mas apenas para explicar o porquê de ela querer falar com Bonnet e não como uma forma de convencimento a meu ver. Em ambas as mídias, Brianna comenta que não teve a oportunidade de dizer adeus a Jamie e o resto da conversa que segue é praticamente igual, modificando-se apenas uma palavra ou outra e a ordem de algumas falas. 








A chegada de Bree e Lorde John na guarnição onde Bonnet estava preso ocorre também à noite, enquanto no episódio foi durante o dia. A conversa que aparece na série antes de eles entrarem na prisão não existe no livro, o diálogo deles só se inicia quando estão em frente à guarnição e Bree pergunta se Bonnet está ali dentro. John responde que não, que ele está em uma cela embaixo do galpão. Assim percebe-se que a conversa que eles têm antes de entrar na prisão também é diferente da do livro. Logo, ela diz que entrará sozinha e John concorda por Stephen Bonnet estar acorrentado. O soldado que os ajuda a entrar pede a Brianna que tome cuidado com o fogo, pois pela construção de madeira e serragem era um ambiente extremamente inflamável, pelo menos na parte de cima da prisão. O início da conversa entre Bonnet e Bree é igual no livro e na série, exceto pelo comentário acerca da rainha de sabá. O resto da conversa continua de forma bastante semelhante, tendo uma ou duas frases sido excluída da cena no episódio. Quando Bonnet comenta sobre as pedras preciosas ele fala que uma ele vendeu para comprar um navio e as outras duas foram roubadas ( ele não diz por quem, mas sabemos que foi por Roger. Entretanto, na série ele as dá para Roger como pagamento). Há um pequeno desenvolvimento sobre o roubo das pedras quando Brianna pergunta sobre elas que não foi inserido no diálogo da série também. A fala sobre o esquecimento dele que é dita no final não existe no livro. Quando Brianna se vira para sair, o sargento Murchison (alguém que até agora não apareceu na série e odeia Jamie) surge e coloca o mosquete na barriga dela, num reflexo de defesa, Bree o atinge com a lanterna. Antes de ela bater novamente na cara de Murchinson, Bonnet se levanta e pega a lanterna da mão dela, ela percebe então que ele não está realmente acorrentado. Murchison estava ajudando Bonnet a fugir. Ao olhar pela porta entreaberta, Bree vê Lorde John desmaiado e fica com medo de ele estar morto. No episódio, Bonnet escapa como consequência da bagunça realizada para a fuga de Murtagh por Fergus, Marsali e os reguladores. Ela consegue pegar a arma de Murchison e o ataca. Bonnet então avisa e ela que eles precisam sair logo, pois os estopins para explodir a prisão estavam acesos. Bonnet explica a ela que Murchison o estava ajudando a escapar, porque era seu parceiro no contrabando. Bonnet acaba por matar Murchison enquanto ele estava inconsciente. Bree foi verificar se Lorde John estava morto e percebeu que não. Bonnet tenta tirar Brianna de lá, mas ela insiste que não irá sem Lorde John e força Bonnet a carregar seu noivo, o que Bonnet faz. Enquanto faziam o caminho para sair, Bree sente algumas contrações (provavelmente, as contrações de Braxton Hicks. Aquele tipo de alarme falso que às vezes ocorre no final da gestação). Quando eles estão seguros do lado de fora, Bonnet afirma que tem um navio esperando por ele e a convida para ir junto. Ela nega. Em seguida, ele pergunta se era verdade e coloca as mãos na barriga dela sem pedir nenhum tipo de permissão. Ele põe um dedo na boca e retira um diamante negro, lhe entrega e diz que é para o sustento da criança. Quando Bonnet se afasta, indo embora em direção ao seu navio, Bree pensa em atirar, mas lembra-se da frase do pai que ele não deveria morrer pela sua mão. Assim, a saída deles da prisão é algo bem diferente na série e no livro. No episódio, ainda fica o suspense se Bonnet realmente conseguiu escapar. 



- Lago das Sombras 




Uma primeira notável diferença no enredo de Roger no capítulo 54, onde está sendo retratado parte de seu cativeiro e onde também ocorreu a cena em que ele passa por um corredor polonês do episódio passado, é ele está com o pé machucado. Algo que mais tarde seria tratado por Claire de uma forma bastante curiosa. Na série, preferiram colocar a mão ferida e não sei se ela alcançará o mesmo nível do machucado do pé no livro. Na aldeia Mohawk, Roger é tratado como escravo. No capítulo é descrito que seu principal trabalho era cortar lenha, pegar água e às vezes cortar carne. Acredito que tenha sido dessa descrição que resolveram colocar ele distribuindo lenha pelas fogueiras, algo que não ocorre explicitamente. Os índios não falam inglês com ele, como na série. Eles não se esforçam para criar uma comunicação. Roger, no entanto, encontra umas meninas e começa a tentar aprender algumas palavras com elas. O livro dá a entender que foram elas que o apelidaram de cara de cachorro, “kakonhoaerhas”; no episódio, outro termo indígena foi utilizado, não sei o motivo. Sendo daí, provavelmente, então que basearam a cena em que quando ele cai no corredor polonês, uma menina o chama de cara de cachorro. Os contextos foram diferentes, mas o objetivo, o mesmo: colocar uma garota o apelidando. A mãe de uma das meninas trouxe ervas, pomada e bandagem para ele. E com o tempo, as mulheres passam a conversar com ele quando ele leva lenha e água para elas. Como em Tambores era inverno, ele não tinha condições de fugir. Na série, as passagens de tempo são mais curtas, então, eles mudaram a estação. Um dia quando Roger estava cuidando do vilarejo, chegou o padre; ele foi levado a casa onde os índios realizavam reuniões. Assim, a forma como Roger vê o padre pela primeira vez é diferente nas duas mídias, considerando que no episódio, Roger só o vê quando é preso com o padre na cabana. A cena na tapera em que ele fala com o padre existe, e ocorre logo depois, entretanto, Roger não é mandado para lá pelos motivos que apareceram na série, como uma punição por algum tipo de ofensa. No livro, a razão não fica clara, mas ele é enviado para lá após uma caça de um alce, em que ele demora muito a chegar com a carne devido ao pé machucado. O início da conversa entre Roger e o padre Alexander na série é bem parecido ao do capítulo, entretanto, boa parte dela foi cortada. Eles falam sobre a diferença entre prisioneiro e convidado para os mohawk. Alexander pergunta como Roger foi parar ali e ele lhe explica que foi traído. O padre questiona então se há alguém que possa pagar um resgate por ele, pois assim os índios garantirão que ele continue vivo, mas não tinha ninguém que Roger acreditasse que pudesse ajuda-lo. Alexander pergunta a Roger se ele é cristão, e Roger lhe responde que sim e que seu pai era um sacerdote. Assim, ele pede que Roger reze por ele, caso o levassem e Roger concorda. No episódio, não há o pedido acerca da oração, mas aparece a cena em que os índios levam Alexander nu para fora. Antes de levá-lo, eles brincam de tentar acertar um ferro próximo a genitália dele o que foi cortado do episódio. Quando Roger estava perto de dormir, Alexander retorna, ferido. Roger percebe então que a orelha direita do padre fora cortada. Roger fica revoltado e tenta consolar o amigo. Nesse ponto, ele ainda não sabe o porquê Alexander está sendo torturado, enquanto na série, o padre conta logo seu caso amoroso e a recusa em batizar sua filha. Apesar da história dele ser a mesma tanto no livro quanto na série, há uma diferença no intuito de sua recusa a meu ver, pois no episódio ele acredita que se batizar a criança sem estar em graça condenaria a alma dela. No livro, só é mencionada sua recusa em descumprir as ordens da igreja. No capítulo 56 (confissões da carne), quando Alexander acorda, ele fala a Roger que em breve o matarão e pede para que Roger escute sua confissão. Roger afirma que não é um sacerdote, mas o padre lhe retruca dizendo que isso não importa, pois em momentos de necessidade qualquer homem pode exercer esse papel. É nessa hora que ele conta a Roger que havia se apaixonado por uma índia, cedido aos desejos da carne, desrespeitando seus votos, e fazendo uma filha, a qual ele se recusou a batizar, por não estar em estado de graça, e os índios estavam o ameaçando por isso. A confissão é bem mais comprida que a história de amor que Alexander conta a Roger na série por ele ser mais detalhista e falar também sobre outros pecados. O ocorrido com padre Alexander foi em outra aldeia e ele havia sido levado para ser julgado nessa onde Roger se encontrava por um conselho. No episódio, aparece como se tudo tivesse acontecido no Lago das Sombras (o que por sinal não é um nome do livro, imagino que a produção tenha tirado a nomeação de alguma aldeia Mohawk real). Roger achou que padre Alexander desejava se confessar para retornar ao estado de graça e poder batizar a criança, mas ele disse que não, pois para retornar a tal estado ele deveria se arrepender e ele não se arrependia de nada, algo que não foi colocado na série. 








Roger não conta sobre Brianna a Alexander, nem faz o discurso sobre ser um idiota ao padre como no episódio. No capítulo 60 (julgamento por fogo), o rosto de Alexander é pintado de preto, o que não corre no episódio. Quando são deixados novamente sozinhos, Alexander fala que havia pedido para Roger rezar não sabia se para ele se manter vivo ou para salvar sua alma, mas agora ele acreditava que era para que ele morresse em silêncio. Um detalhe simétrico que aparece neste capítulo são os tambores que anunciam a chamada para a execução de Alexander, da mesma forma que anunciaram a morte de Hayes e que dão título ao livro. Entretanto, enquanto a execução de Gavin Hayes acontece no outono como no título, a de Alexander foi no inverno. O padre Alexander sai da cabana nu e Roger fica lá sozinho sem saber o que aconteceu. Até que os tambores param e ele decide espiar, é quando ele encontra uma balburdia semelhante a uma situação de guerra no exterior, mas ele não sabia o porquê. Ele escutou gritos em gaélico, então começou a tentar a romper a cabana para fugir. Ele vê o corpo do padre na fogueira e fica petrificado, é quando alguém bate em sua cabeça e ele fica em estado de semiconsciência. Nesse ponto, eu vou pular os acontecimentos do capítulo, pois se referem a ações que talvez apareçam no season finale. A parte em que a amante do padre segue para a fogueira para morrer com ele não é algo que Roger testemunha no livro, como no foi no episódio, mas lhe é descrito mais tarde. Vale salientar que não sabemos o nome dela em Tambores e em nenhum momento Roger conversa com ela. 


Algo que achei interessante em um dos diálogos que Roger tem com padre Alexander (exclusivo da série de TV), foi a explicação sobre a cena da pedra, em que ele quase volta para o seu tempo, o que para mim, de certa forma, corrigiu o juízo de valor que eu criei dele no episódio, por eu ter achado que ele chegara a tomar a decisão, enquanto no livro ele não o faz. O final desse episódio foi lindamente construído, e fiquei feliz que resolveram mostrar a morte dos amantes, mesmo que seja algo doloroso de se ver, conseguiram criar um clima equilibrado de poesia como melancolia na cena.








Por Tuísa Sampaio

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Lallybroch - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2016