Lallybroch: Como sobreviver ao Droughtlander: dicas de séries...
22 agosto 2016

Como sobreviver ao Droughtlander: dicas de séries...



Período de Droughtlander, todos estão procurando algo para passar o tempo enquanto Outlander não estreia novamente. Depois das dicas de livros, agora preparamos uma lista com dicas de séries de TV e filmes históricos que possam aliviar nossos corações da saudade.
 

Poldark

Essa é uma das series mais famosas entre os fãs de Outlander. Poldark é uma produção da BBC One e caminha para sua segunda temporada que deve estrear em setembro deste ano, com a renovação confirmada para terceira temporada. É baseada na série de livros de Winston Graham denominada também Poldark e que conta com doze livros. Infelizmente, os livros ainda não têm tradução para português, existem até campanhas entre os internautas por meio de abaixo-assinados para que alguma editora resolva traduzi-los. A série narra inicialmente a história de Ross Poldark (Aidan Turner) que passou anos no exército britânico lutando na guerra da independência dos Estados Unidos a fim de evitar algumas acusações de contrabando. Deixou para trás sua namorada, entretanto quando retorna ele descobre que seu grande amor, Elizabeth (Heida Reed), está noiva de seu primo. Ele vai lutar para continuar o negócio da família e acaba resgatando uma moça ruiva, Demelza (Eleanor Tomlinson), quem leva para trabalhar em sua casa. A primeira temporada traz os fatos do primeiro livro “Poldark” e do segundo “Demelza”.
       
  

Reign


Alguns fãs de Outlander devem lembrar que na primeira temporada, no episódio treze (The Watch), MacQuarrie menciona a rainha Mary Stuart a Jamie. Reign é uma série que retrata a história da tal rainha. Conhecida como “Mary, Queen of Scots” (Maria, Rainha dos Escoceses), ela torna-se rainha aos seis dias de idade. A Escócia passa a ser governada por regentes (entre eles sua mãe Marie de Guise) até que ela tenha idade para efetivamente tomar seu lugar como governante. Foi enviada para França ainda criança para casar-se com o delfim (Toby Regbo) e assim unir os dois reinos, além de conquistar um exército forte para seu país. Na série, devido a ameaças a sua vida, foi obrigada a esconder-se por anos em um convento e assim “Reign” tem como início a sua saída deste cativeiro e seu retorno à corte francesa e para seu noivo. Não apenas Mary (Adelaide Kane), mas suas damas de companhia, suas fiéis amigas que as seguem para todo lugar, também têm suas histórias mostradas na série. Um ponto curioso é que as tais damas de companhia realmente existiram como contadas na TV, mas as quatro também eram chamadas Mary. Para não confundir os telespectadores, os produtores modificaram os nomes das damas, mas os aspectos das vidas de Mary Beaton, Seaton, Fleming e Livingston foram colocados em Lola (Anna Popplewell), Kenna (Caitlin Stasey), Greer (Celina Sinden) e Aylee (Jenessa Grant), às vezes mais marcados em determinada personagem; às vezes, misturados. A série já conta com três temporadas e teve a quarta confirmada.
       
  

The White Queen







The White Queen é uma produção do canal Starz (mesmo de Outlander) e BBC One, baseada na série de livros de Philippa Gregory, “The Cousin’s War” (A guerra dos primos) cujo pano de fundo é a Guerra das Rosas (a guerra entre as casas de York e Lancaster para subir ao trono britânico). O seriado usa como base três dos seis livros da série de Gregory: “A rainha branca”, “A rainha vermelha” e “A filha do fazedor de reis”. O foco da história seria as três personagens principais dos três livros supracitados: Elizabeth Woodville, a rainha branca (Rebecca Ferguson); Margaret Beaufort, a rainha vermelha (Amanda Hale); e Anne Neville, a filha do fazedor de reis (Faye Marsay). Como o título demonstra, os acontecimentos desenvolvem-se a partir de Elizabeth Woodville, uma viúva que acaba conquistando o coração do Rei Edward IV (Max Irons) e dela são puxadas as histórias das outras. A série tem apenas uma temporada com dez episódios, tendo sido planejada de tal forma. O elenco também conta com Eleanor Tomlinson, a Demelza de Poldark, interpretando Isabel Neville, irmã de Anne. A série de livros “A guerra dos primos” é concluída com o livro “A princesa branca” (ele ainda não foi traduzido para o português do Brasil, mas tem tradução para português de Portugal), o qual está sendo adaptado em uma nova série da Starz “The White Princess”. Os atores foram modificados em relação a “The White Queen” e contará a história de Elizabeth de York, a filha mais velha de Elizabeth Woodville com o Rei Edward IV. Essa saga de Philippa Gregory ainda possui mais dois livros que não foram adaptados: “A senhora das águas” narrando a história de Jacquetta, mãe de Elizabeth Woodville, e “The king’s curse” (tradução livre: “a maldição do rei”, ainda não tem tradução para o português) contando a trama de Margaret Pole, filha de Isabel Neville. Uma curiosidade para os fãs de Game of thrones (Guerra dos tronos), a guerra das rosas foi uma das inspirações de George R. R. Martin para sua saga.
       
Nota: tenho um amor especial por essa série, pois foi a partir dela que eu conheci Outlander. Sou uma grande fã dos livros de Philippa Gregory. Assim, quando descobri a série de TV fiquei super feliz e me viciei. Quando ela acabou, depois de eu ter assistido várias vezes a todos os episódios, fui procurar outra série para me “desviciar” e acabei encontrando um novo vício: Outlander.
       

  

The Tudors







Henrique VIII (Jonathan Rhys Meyers), filho de Elizabeth de York (a princesa branca), é o protagonista dessa história. As quatro temporadas da série, a qual já foi concluída, narram os seis casamentos de Henrique tendo ele ficado conhecido pela Reforma Anglicana. Henrique rompe com a Igreja Católica para poder casar-se com a bela Ana Bolena (Natalie Dormer, a Margaery de Game of Thrones). Essa produção da Showtime também tem no elenco Henry Cavill (o atual Superman) interpretando Charles Brandon, Duque de Sulffolk e seu showrunner é Michael Hirst.
       
  

Vikings







Do mesmo showrunner de The Tudors (Michael Hirst), Vikings é uma produção histórica do canal History. Baseada na vida do guerreiro viking Ragnar Lothbrok (Travis Fimmel) e suas conquistas. A série conta com quatro temporadas e teve a quinta confirmada. Alguns de seus destaques são a guerreira Lagertha (Katheryn Winnick) e Rollo (Clive Standen).
       

  

Wolf Hall







Produção da BBC Two, é uma adaptação de dois livros de Hillary Mantel: “Wolf Hall” e “O livro de Henrique” (título original “Bring up the bodies”) e assim como a série “The tudors” ocorre na corte de Henrique VIII (Damian Lewis), mas tem foco na ascensão de Thomas Cromwell (Mark Rylance) ao cargo de “chief-minister”. No formato de minissérie, tem seis episódios.
       
       

Coração Valente (título original: Braveheart)







Filme ganhador de cinco oscars, dentre eles o de melhor filme, e indicado a dez, é estrelado e dirigido por Mel Gibson. William Wallace (Mel Gibson) é um guerreiro e herói escocês do século XIII. Os rebeldes escoceses lutavam contra o Rei inglês Edward I em busca da independência escocesa. O filme foi lançado em 1995 e assim como Outlander tem uma trilha sonora emocionante.
       
  

Rob Roy: a saga de uma paixão (título original: Rob Roy)







Também lançado em 1995, é inspirado na vida do escocês Rob Roy MacGregor vivido por Liam Neeson. Algo que lembra Jamie em Rob (além da enorme obsessão com a honra): ele era conhecido como Robert Vermelho ou Rob ruivo. Foi um rebelde jacobita, cuja mãe se chamava Margaret Campbell (quem já leu O Resgate no Mar, recorda-se desse nome?) e um de seus quatro filhos tinha o nome Randall. Daniel Defoe, autor de Robson Crusoé, escreveu um artigo sobre ele chamado “Highlander Rogue”, e Sir Walter Scott, autor de Ivanhoé, levou-o ao seu romance “Rob Roy” (ele não é o personagem principal, apesar do nome do título, mas serve de pano de fundo). Foi conhecido por ser uma espécie de “Robin Hood”.
       
  

Valente (título original: Brave)







Esse filme em formato de desenho animado acontece na Escócia e é uma produção da Disney Pixar. Merida, filha do rei Fergus e da rainha Elinor, queria traçar seu próprio destino em vez de permitir que seus pais escolhessem como deveria ser sua vida. Ela procura a ajuda de uma feiticeira. Isto acaba causando uma enorme confusão em sua vida e fazendo com que ela tenha que aprender a ser valente para solucionar seus problemas e salvar sua família. A dublagem em inglês do personagem jovem MacIntosh é feita por Steve Cree, o Ian Murray de Outlander.
       
       

FAIXA BÔNUS:







A série “Doctor Who” não é essencialmente histórica, mas tem uma grande influência em Outlander. É uma série da BBC sobre viagem no tempo que vem sendo produzida desde 1963. Jamie Fraser foi baseado em um personagem de Doctor Who, Jamie McCrimmon (Frazer Rines). O ator que interpretou McCrimmon esteve presente no episódio 15 da primeira temporada de Outlander como Sir Fletcher Gordon.
       

Comentários via Facebook

5 comentários:

  1. Adorei as indicações, assisto algumas da lista e adoro! Super vale a pena!


    https://generoproibido.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu fiquei curiosa de ver Reign, mas acho que vou rever as duas temporadas de Outlander.

    www.luzesnaestante.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. The Tudors é muito boa! Indico!

    ResponderExcluir
  4. Olá! Fiquei super curiosa por "The White Queen", e até baixei a série, mas não encontrei legendas em português. Alguma ajuda? Sucesso!

    ResponderExcluir
  5. Faltou The White Princess, que é continuação de The White Queen, contando a história do casamento de Elizabeth of York e Henry Tudor (Henry VII), pais de Henrique VIII. Eu indico também a série The Musketeers, conta a história dos 3 mosqueteiros e tals, protegendo os reis da França. Tem 3 temporadas só, mas eu já vi elas umas 3 ou 4 vezes, muito boa!

    ResponderExcluir

Lallybroch - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2016