Lallybroch: O cast de Outlander, concorda: Black Jack não é gay; ele é sádico
16 maio 2015

O cast de Outlander, concorda: Black Jack não é gay; ele é sádico



O site Zap2it, publicou um artigo sobre a opinão do cast de Outlander, sobre a sexualidade de Black Jack Randall. Leia a tradução do artigo, abaixo.

"Outlander" criou um personagem monstruoso, Black Jack Randall. Quando ele retorna à série nos dois últimos episódios da primeira temporada, os telespectadores vão ver o personagem de Tobias Menzies, afundar a níveis ainda mais profundos de depravação e irão ficar repelidos e horrorizados por ele de novas maneiras.

Mas, com essa advertência, vale a pena oferecer um certo esclarecimento sobre a sexualidade do personagem. Depois do décimo segundo episódio da temporada, quando Black Jack tenta, mas não consegue ficar excitado o suficiente para estuprar a irmã de Jamie, Jenny (Laura Donnelly), alguns telespectadores assumiram que ele era gay, por querer penetrá-la por trás. Quando os dois episódios finais da temporada voltarem,à sua obsessão com Jamie (Sam Heughan), esta questão virá à tona novamente.

Exceto que Black Jack não é gay, Menzies, Heughan e a autora Diana Gabaldon afirmam isso. Na realidade, ele é um sadista que obtém prazer sexual infligindo dor, seja em um homem ou uma mulher.

"Desde o início eu tomei a decisão de que queria que fosse um estudo sobre sadismo e não um estudo sobre sexualidade", explica Menzies para Zap2it. "Quando ele comete violência sexual, é uma tática em vez de um fim. Ele usa estas coisas, a fim de quebrar as pessoas, a fim de conseguir o que quer. Seu interesse por Jamie, acredito eu, não é apenas por ser sexualmente atraído por ele - apesar de que poderia haver isso em algum lugar - é sobre ser fascinado por alguém tão notável como Jamie.

"Seu interesse por Claire, de alguma forma, vem como associação.", acrescenta Caitriona Balfe. "Acho que ele está intrigado. Ele está apenas interessado ​​em todos os tipos de pessoas que competem com ele, que lhe dão uma boa luta. Claire é espirituosa, inteligente e muito capaz. Ela não é diferente. Ela é capaz de competir habilmente com ele, e isso dá à ele um prazer genuíno, cruzar espadas com alguém mentalmente."

Em um post no Facebook após o 12º episódio ir ao ar, Gabaldon ofereceu uma explicação semelhante sobre as motivações do personagem.

"Sabe, Black Jack Randall não é um homossexual", escreveu ela. "Ele é um pervertido e é um sadista. Ele obtém prazer sexual em ferir as pessoas, mas ele não é particularmente interessado sobre o sexo da vítima (Personalidade, sim. Sexo, não)... Ele é um sadista em igualdade de oportunidades entanto, dada a sua posição (comandante da guarnição) e a estrutura da cultura que ele está inserido, ele tem acesso muito mais fácil a presos do sexo masculino, a quem ele pode torturar por prazer. Mas ele pega mulheres quando ele pode tê-las e essa é sua reação ao encontrar Claire vagando sozinha."

Heughan encontra perspectivas diferentes do público sobre a sexualidade de Black Jack para ser "o que eu amo mais sobre a TV." Embora ele prefira as pessoas tendo seus próprios julgamentos sobre o personagem baseado no que a serie revela a eles, ele também acha que "Black Jack não é gay".

Eu acho que haverá uma discussão real sobre ele estar apaixonado por Jamie, que eu necessariamente não acredito que seja o caso", ele diz a Zap2it. "Pessoalmente, eu, Sam, acho que ele é um sociopata, psicopata e há algo que ele viu entre Jamie e Claire. E também algo que viu em Jamie e se tornou uma obsessão, e ele só quer quebrar [Jamie] e eu acho que o fato de Jamie nunca ter chorado durante o açoitamento, se recusar a desistir de seu amor por Claire, apenas esse fato faz com que Jamie faça Black Jack ir mais longe, porque não pode quebrá-lo.”

Ele continua: "Ambos são culpados em algum sentido, porque Jamie não vai desistir. É como um vínculo de longa vida que eles têm entre eles. Algo sobre este derramamento de sangue, isto só cimentou esta batalha de vontades. Ele não está fazendo isso apenas para ser desagradável. Eles estão ligados."



Os livros da série "Outlander" são contados a partir da perspectiva da esposa de Jamie, Claire, os leitores veem Black Jack através de seus olhos, e muitas vezes ouvem sobre coisas que ele fez depois, em vez de vê-los, como eles fazem agora na série. Menzies admite que isso traz algumas interpretações divergentes das motivações e da sexualidade do personagem no set.

"Eu não tenho certeza se eu aceitaria... que ele é homossexual, na verdade isso é algo sobre que nós, às vezes, tínhamos desentendimentos com alguns dos escritores e eu sinto isso. E está também nos livros - e eu não acho que ele tenha algum escrúpulo moral sobre sua sexualidade", diz ele. "As ideias de você ser uma coisa ou outra, eu não acho que existia [no século 18, na Grã-Bretanha], é o meu entendimento do que li. Não era incomum no exército britânico, homens dormirem com homens. Não havia uma estigma sobre isso como existe agora."

Mesmo com os horrores que acontece nos dois episódios finais da primeira temporada de "Outlander", Heughan encontra-se cativado pelas facetas de Black Jack. Embora seja inegável que o personagem é uma pessoa terrível, ele sente que há momentos em que os telespectadores devam questionar como uma pessoa chegou a este lugar.

"Ele é um tipo de homem que foi maculado pelo mundo em que ele está; pela guerra e pelo que ele viu. Eu vejo alguns momentos em Black Jack aonde eu penso: 'Ele é um cara charmoso' ", Heughan admite. "Você meio que gosta dele. Eu o amo também. É como, 'eu quase posso sair com você', mas ele esteve manchado pela guerra e o período em que viveu. Há momentos nos episódios 15 e 16 quando você o vê, tentando entender o que ele está fazendo, como ele mesmo chega tão longe? O que ele fez para outro ser humano? E então ele está além deste ponto."




Artigo Original / Tradução Outlander Brasil

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Lallybroch - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2016